Mãe a distância

Explicar o inexplicável

Querer explicar o inexplicável… Sentir cada músculo da face sorrindo harmoniosamente sentindo seu toque e revivendo lembranças da sua infância. Sua presença apaga a síndrome do ninho vazio, seu abraço sufoca o coração que pulsa de emoção. Será que consigo paralisar o momento? Quero gritar, o mais alto que posso, quero pular, uma quantidade suficiente… Read More Explicar o inexplicável

Minhas experiências

Expor com palavras o que o coração sente, me deixa aliviada e mais sorridente

Cá estou eu, começando mais uma nova vida, ou seria mais uma nova etapa da vida? Cheguei a dois dias e me sinto como um bebe, preciso de alguém para me ajudar, falo muito pouco e ainda bem atrapalhado, pareço entender o que escuto, mas na verdade é o contexto da situação que me direciona… Read More Expor com palavras o que o coração sente, me deixa aliviada e mais sorridente

Expatriação desafios/oportunidades

Natal na França e um turbilhão de sentimentos reunidos

2017 – Dezembro Este será o terceiro Natal depois que viemos morar na França e, como sempre, um turbilhão de sentimentos vai chegando, invadindo o pensamento e trazendo lembranças do país de origem. Me pego imaginando aquela correria dos dias que antecediam a data, compra de presentes para a troca do amigo secreto, as festas… Read More Natal na França e um turbilhão de sentimentos reunidos

Poemas da Si

Falando de amor

A palavra é amor, amor sincero e inocente, um sentimento forte que nos transforma calmamente. Ele é puro e surgi de um olhar, sem querer nada em troca ele vem para doar. Seu significado esta pautado na afeição, filosofia ou não, esta nos laços de sangue e também de coração, Sentimento grande com um poder… Read More Falando de amor

Minhas experiências

A pergunta que não cala – Você trabalha?

Quantas vezes depois que decidi acompanhar meu marido em sua expatriação, eu ouvi a pergunta “você trabalha”? Hummmm…perdi a conta. A pergunta sempre aparecia no começo de uma amizade, nas apresentações mais formais durante um curso, com amigos de longa data e até mesmo vindo dos familiares. Uma curiosidade normal, todos querem entender o meu… Read More A pergunta que não cala – Você trabalha?

Poemas da Si

Mesa do bar

É na mesa de um bar que me pego a pensar, como é bom ter um amigo para poder gargalhar. O momento é pra relaxar uma bebida pra alegrar, e o amigo querido vem dividir e acalmar. Angústias frustrações e medo, sentimentos que abalam, o bom é poder contar com esse momento na mesa do… Read More Mesa do bar

Minhas experiências

Meus 15 anos

Ganhei o meu primeiro buquê de rosas quando completei 15 anos. O dia amanheceu ensolarado e um tanto pacato. Palmas no portão, de longe avistei um rapaz, me chamou a atenção um buquê em suas mãos. Fui ao seu encontro e para minha surpresa, as flores eram para mim. Num cartão delicado a frase escrita… Read More Meus 15 anos

Poemas da Si

Sem rumo

Tem dia que eu acordo assim, sem rumo. Vejo vida lá fora, os pássaros que cantam, as folhas das árvores se mexendo, o vento movimentando as nuvens, o sol meio tímido querendo aparecer, e eu? Sem rumo. É como se o silêncio da casa silenciasse também minha mente, bloqueada, ela não consegue estímulos para enxergar… Read More Sem rumo

Poemas da Si

Chuva

Pingos na janela traz sinal de tempo bom, umidade pra terra e pés juntos num édredon. É a chuva que cai sorrindo molhando belos jardins, são as flores que vão caindo trazendo perfume de jasmin. Dentro de casa cheiro de café que hipnotiza, pão fresquinho na mesa e logo a boca verbaliza. É o bom… Read More Chuva