Minhas experiências

Valor dos momentos e saudade das lembranças

Após seis meses longe de familiares e amigos, pude desfrutar do prazer em rever algumas das pessoas que amo, é que no contrato de expatriação temos direito a uma viagem por ano ao nosso país de origem e o mês escolhido em 2015 foi Agosto.

Foram quatro semanas intensas onde a qualidade do tempo passou a ser o foco dos momentos que estive ao lado de pessoas queridas. Foram almoços em família e que maravilha de famílias, família por parte de mãe, família por parte de pai, família do meu marido…e eu que sempre adorei casa cheia e um monte de gente falando, é amor pra lá de bom.
Jantar com amigos na semana, esses não podiam faltar, foi pizza com a Clara, sangria com a Elaine, pizza com a Si e a Va, seção de comidinhas diferentes com lindos casais (Daniel e Tais, Telma e Arnaldo, Beatriz e Pedro, minhas lindas primas (os) Andreia, Andreza, Tamela, Edu, Natasha, a participação especial do meu cunhado Joelson representando a família e a surpresa da Alice, uma pessoa muito especial na qual me espelhei durante tempos em minha vida profissional, (e não importa a distância, serão sempre queridos).
Visita em dia da semana na casa da madrinha com direito a tapioca, bolo de iogurte com cobertura de chocolate, milho verde, e pra finalizar um jantar que só ela sabe fazer e ao lado dos meus primos irmãos Andreza e Alex, ha… não podia deixar de lembrar do meu ursinho, sim ele mesmo, meu padrinho que eu amo de paixâo (risos), cheiroso, sorridente e cheio de energia.
E que tal em plena quinta feira um café da tarde de surpresa na sogra com direito a bolo, torta e uma priminha linda (Natalie) nos recebendo cheia de charme e um sorriso encantador! Tive o prazer em visitar minha prima Barbara, conhecer seu companheiro Felipe e pegar no colo o mais novo membro da família Alves/Sampaio, meu priminho “rei” Arthur que nasceu em Abril, e sem querer me gabar, acho que ele me adorou pois sorriu um montão pra mim! (risos).
Como foi bom abraçar o Sr. Joao (meu pai), rever a fofucha da minha prima linda Isadora e que diga-se de passagem, apesar dos lindos olhos azuis não ter nada a ver com os meus castanhos, sua beleza me faz lembrar eu quando criança (risos) brincadeirinha, mas somos bem parecidas na simpatia (risos).
A distancia só nos faz perceber como é gostoso estar perto da família, me senti tão querida ao lado dos meus primos (Andreia, Alessandro, Luiz Fernando, Bruna e Samuel) e meu priminho Vinicius cheio de surpresas me contando sobre o violão, inglês e quem sabe mais pra frente até o francês! Ver a família do meu pai reunida tem um significado muito especial, tias (os) Josefa, Lucia, Maria, Luiz, vocês sempre serão muito especiais para mim e é por isso que gosto de tirar tantas fotos, para deixar registrado momentos únicos que guardarei para sempre.
O tempo passa e a gente vai percebendo que o valor em estarmos reunidos é mais gratificante que qualquer passado difícil.
Fui tia coruja de verdade, acompanhei o dia a dia dos meus primos-sobrinhos (Duda e Artur) desde o café da manhã até a hora de dormir e com direito a fazer bolo, almoçar no mac donalds, pegar na escola, sair pra passear e o melhor, ver o sorriso sincero deles que para mim não tem preço.
Quem me conhece sabe que sou filha única e que ouvir esses pequenos me chamarem de tia é me tirar lágrimas de alegrias na certa, e então, dá pra imaginar não só uma, mais duas lindas (as gêmeas Manu e Jojo) me chamando de tia e quase me infartando dizendo em coro que me amam, sou ou não sou privilegiada?
Tem ainda as novas amizades que começaram aqui na cidade luz, num momento inicial e crítico da minha chegada, e que com certeza se depender de mim será amizade eterna, Carla, Lidia, Iara e Alan, como foi bom rêve-los, saber que o que começou aqui não foi passageiro, pessoas do bem, com histórias incríveis.
Bom, e pra fechar com chave de ouro, a despedida foi um almoço e com direito a bolo de aniversário, é que minha sogra Dona Aneilde comemorou seu aniversário e reuniu mais uma vez a família (Marcela, Daniel, Iva, Joelson, Andreia, Natasha, Duda, Artur, Natalie, Nicolas, Manu e Jojo). Cada momento que vivi com todos tem com certeza um significado único arquivado na memória e que já se transformaram em saudade.

Esqueci de alguém? Jamais! Como deixar de dizer o quanto me senti feliz ao lado da minha prima irmã de coração Andreia, foram três semanas na casa dessa pessoa que tem um coração enorme e que me tratou tão bem, tão bem que até mudar seus conceitos em relação aos animais (em especial gatos) ela mudou. Foram dias maravilhosos ao seu lado, nossas conversas, alguns momentos terapia (risos), a troca de experiência na cozinha, sua comidinha cheia de amor feita para sua família mas que durante nossa estadia se estendeu para nós também, uma gratidão pelo Edu é claro, que dividiu comigo sua esposa, seus filhos e sua casa.

Como é gostoso poder ter todas essas lembranças para recordar.

Esse reencontro foi uma sobrecarga de energias positivas que recebi das pessoas com quem estive e das tantas e tantas pessoas que infelizmente não consegui rever, mas que o carinho de ter querido estar comigo já me encheu de ânimo para seguir com esta história que esta apenas no seu início.

Deixo aqui o registro de momentos incríveis.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *