Expatriação desafios/oportunidades

Expatriação – desafios e oportunidades na visão de Luciana Babo

Conheci a Luciana numa soirée (noite) só de meninas, muito alegre e com um alto astral motivador, nos abrilhantou a noite com sua voz rouca aveludada e seu violão mágico.

Carioca de 33 anos, formada em direito e com experiência em administração de empresa, mora na França à dois anos e dividiu conosco um pequeno resumo da sua história em formato de crônica.  Obrigada pela sua participação Lu.

Março. 1 ano que cheguei.

Morar fora do meu país. Com amor, família e fé: Tríade inquebrantável. Nesse 1 ano, descobri:
Que transmissão de pensamento e de energia funcionam DE FATO.
Que saudade dói.
Que o posto 6 me espera independentemente de quanto tempo eu demore para voltar.
Que fazer um francês rir pode ser fácil. E tão prazeroso.
Que primeiro chega o corpo, depois a cabeça e, por último, o coração.
Que essa baguete é qualquer coisa.
Que sobrevive-se ao inverno. Se chove, que chova.
Que o instagram é uma ferramenta linda de troca de carinho.
Que família é tudo.
Que Deus é um parceiro que não desiste da gente. Nunca.
Que o francês gosta mais da música brasileira do que o próprio brasileiro.
Que silêncio é importante.
Que o sorriso é uma linguagem universal.
Que a felicidade mora dentro da gente. E ela adora quando a gente canta.
Que o orgulho que tenho dos meus filhos transborda pelos meus olhos em forma de lágrima. Com frequência.
Que a vida social diminui, já a sexual…
Que tudo bem (tudo ótimo) beber vinho segunda-feira.
Que meditar é intensamente simples. E simplesmente intenso.
Que os franceses dão gargalhadas (altas) quando está sol. Mas só quando está sol.
Que quando você pensar em mim, tem que brotar um sorriso instantâneo no rosto. Se não brotar, por favor, não pense em mim.
Que a lua é igual no mundo todo, todas as noites. E me encanta de maneira desconcertante.
Que Paris é sexy. E o Rio é sensual.
Que gentileza gera gentileza que gera gentileza que gera gentileza…
Que se apaixonar todos os dias pelo mesmo homem, parceiro de tudo, há 16 anos, é gostoso demais…
Que o segredo deles é a manteiga.
Que cada um tem o seu próprio tempo e as suas próprias decisões. E respeitar isso é lindo. E educado.
Que água de coco é insubstituível.
Que facetime (facewine) é vida.
Que descobrir o nome do nosso anjo da guarda é mais simples do que imaginamos. É só perguntar pra ele, em oração.
Que Matisse e Van Gogh podem te enlouquecer de amor.
Que aquecedor de toalhas é indecente.
Que amigo verdadeiro é bálsamo.
Que respeito continua sendo meu mote.
Que a vida é trem-bala. E eu vou de janela aberta pra sentir o vento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *