Cozinha francesa

ÉCLAIR, um aclamado docinho em Paris

Continuando as matérias sobre comidas francesas e alternando entre doces e salgados, esta é a vez do DOCE!!!!! Vou falar do Éclair que significa relâmpago, um docinho bastante aclamado nas docerias francesas e que não pode faltar em suas vitrines, ela é a famosa “bomba de chocolate” conhecida no Brasil.

Seu nome esta associado a primeira mordida, onde o doce estoura na boca com seu recheio cremoso.

captura-de-tela-2016-11-30-as-17-16-12

A história desse docinho delicioso nos remete ao século XVI, quando sua origem era ainda dividida entre italianos e franceses. Livros relatam na história que o chefe italiano Pantarelli inventou a massa para a criação de um bolo (pâte à chaud) que significa massa quente e que após 7 anos, seu sucessor, um outro Italiano chamado Popelini modificou a receita e também seu nome para (pâte à popelin), mas foi pelas mãos do chefe francês Jean Avice no século XIX, que a massa de repolho (pâte à choux) nasceu, este confeiteiro deu-lhe este nome pelo seu formato semelhante a um repolho após assada. Tempos depois, esse docinho volta a ser aperfeiçoado pelo grande cozinheiro Antonin Carême que cria então a famosa bomba de chocolate (Eclair)

Ufa, depois desta grande história você acredita que a origem veio do Italiano ou do Francês? Seja qual for sua origem, o que importa é seu sabor.

captura-de-tela-2016-11-30-as-17-16-18

Para quem ama doces como eu, cuidado para não virar uma éclairmania querendo experimentar todos os sabores. Em seu formato original, ele é comprido, feito com farinha de trigo e com recheio cremoso (de nata ou chocolate) e para a cobertura, calda de chocolate endurecida, mas é preciso saudar a criatividade que esta sempre a nosso favor nos proporcionando hoje, saborear este sucesso de doce em diversas variações, substituindo o chocolate por caramelo, maracujá, frutas silvestres, doce de leite e limão.

captura-de-tela-2016-11-30-as-17-16-24

Fica aqui mais uma dica para quem vem passear na cidade luz e quer experimentar seus diversos e diferentes pratos franceses. Hum…diversos sim, diferentes… nem todos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *