Minhas experiências

Quem são meus amigos?

Um dia desses folheando as páginas da minha vida, revivi as histórias narradas por amigos. Agradecida e feliz resolvi descrever quem são eles, aqueles que se tornaram e que perpetuam o sentimento altruísta, não necessariamente de colocar o interesse do outro a frente do seu próprio interesse, mas que busca na sua essência uma reciprocidade de confiança, afeto e lealdade.

Meus amigos não estão nem ai com o tal arquétipo, o que lhes interessa é o meu olhar, o brilho ou mesmo a falta dele, pois sua ausência os inquieta e me questionam. Por vezes interrogam minha maneira de ser, me colocam em dúvidas, me angustiam com a certeza de que podem tirar de mim o meu melhor e por vezes o meu pior.

Meus amigos não se importam com a distância, pois sabem que a amizade vai além das fronteiras, eles são aqueles que não querem de mim só choro nem pranto, mas um pouco de louca e de santa.

Querem sorrisos, pois se não sabe sorrir junto também não sabe chorar junto.

Para eles não basta somente o colo, o ombro amigo, a cara lavada, o coração partido. Querem a alegria, o meu avesso, a minha bobeira e minhas fantasias.

Meus amigos são aqueles que buscam no meu lado criança a gargalhada do palhaço, a mão na areia, o pé no mar, querem reviver a infância brincando e dançando, cantando alto e lutando junto para que a fantasia não desapareça com as passadas rápidas da velhice.

Querem do meu lado sério a realidade para o aprendizado,  fonte de histórias vividas e resolvidas. Querem o meu silêncio para gritar e acalmar a alma,  despir a angústia da mágoa que ofusca, que adoece o coração que pulsa.

Meus amigos vêem meus defeitos mas não os sufocam, suportam, e para isso só sendo loucos, me aguentam entre o pior e o melhor de mim.

São adultos mas não são chatos, entre o racional e o irracional cultivam da infância a criança, e da velhice a paciência, me ajudam a enxergar quem eu sou além da normalidade, a ilusão do ser com o querer ser.

Meus amigos tudo esperam, suportam, tudo perdoam e tudo creem pelo simples fato de existir entre eles o verdadeiro significado da amizade, da amizade entre amigo.

A todos os meus amigos, meu muito obrigado pela sua amizade.

Simone Sampaio

2 thoughts on “Quem são meus amigos?

  1. Que linda declaração de amizade Simone.
    Não conseguiria descrever melhor o amor e o poder da amizade.
    Você é excepcional, observadora, sensível e inteligente.
    Obrigada por compartilhar sua experiência sobre a amizade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *